quarta-feira, abril 21, 2010

1º QUERO JOGAR RPG BH - Como Foi?

O evento ocorreu dia 17 de abril, na véspera do aniversário da minha mãe, e do jogo Cruzeiro 1 x 3 Ipatinga. É, eu ainda me incomodo com isso... mas bola para frente!

Eu já organizei alguns eventos de RPG... a maioria justamente no mesmo local onde este ocorreu: no Instituto de Ciências Biológicas (ICB) no campus da UFMG. Também nos mesmos moldes, com abertura às 8 da manhã e início das mesas às 14 horas, etc. Ah, claro, e gratuitamente. Esse evento, contudo, foi diferente. Ele foi especial, com um diferencial enorme sobre todos os outros.

Esse evento tinha um nome.

O Peso de Um Nome

As pessoas tendem a menosprezar esse tipo de coisa. O nome. Tudo nessa vida que merece o mínimo de atenção, tem nome. O que não merece, idem. A ausência de um nome, bem, ela te desmerece, marginaliza, te diz indigno de ser lembrado. Eu, por exemplo, tenho o nome do meu pai. Onde quer que eu vá, se ele já esteve, as pessoas se lembram. Isso implica em honrar seu nome, pois ele te precede.

Todo herói tem um nome. Todo vilão, uma alcunha.

Por sugestão de nosso querido Tio Nitro, o evento recebeu um nome. Esse nome foi escolhido pelo Edy Abreu, que, através de seu blog, ainda organizou as inscrições das mesas. Esse nome é: 1º Quero Jogar RPG BH. Tudo isso, claro, ocorreu na comunidade RPG BH, do Orkut, que é o nosso fórum aberto para todas as discussões. É justamente nessa comunidade que eu divulgo, em primeira mão, todos os meus eventos. Aqui, eu simplesmente faço algo "mais completo".

Claro, como tivemos o "primeiro", teremos portanto o 2º Quero Jogar RPG BH, também na UFMG, em maio. Provavelmente, dia 15. Mas eu não quero falar do futuro, e sim do  (recente) passado. Saudosista, com certeza!

Mas e o Evento?

Esse evento, ao contrário de muitos outros, não trazia a perspectiva de brindes, de sorteio de livros, de nada disso. Ele era simplesmente um evento de LFR, Living Forgotten Realms. Eu forneceria as aventuras, os mestres se inscreveriam com suas mesas de jogadores (4 a 6 jogadores por mesa), e eu iria ao evento, como sempre, para ver o que é que aconteceria. Tivemos 4 mesas inscritas, 3 delas de LFR, e uma quarta, do Tio Nitro, com uma aventura que ele queria mestrar (sim, as pessoas podem mestrar o que quiserem nos eventos que eu organizo, não é privilégio dos mais velhos, não!). Eu já sabia que teríamos também o Munchkin, que eu levaria minhas minis, que o Edy levaria as dele... esperava então por poucas pessoas (e mesas) no evento.

Daí...



... veio bastante gente. Nessa foto acima, temos, da direita para a esquerda: a mesa promocional do Edy, com as minis, o laptop com a lista dos jogadores; eu, conversando com um jogador de Matozinhos (e provável futuro organizador de eventos por aquelas bandas); duas mesas de 4.0D&D: uma em primeiro plano, outra logo atrás; uma mesa de Munchkin; minha mesa de miniaturas, encoberta pela mesa de Munchkin (o camarada com a camisa dos X-Men é o Tio Nitro). Ou seja, o evento seria basicamente isso.

Ledo engano:


Em primeiro plano, uma mesa de GURPS Conan (com o nosso célebre Rafael "Super-Kender" Navarro, de camisa azul). Em segundo plano, uma outra mesa de Munckin (percebam, o Igor não está nessa mesa, o que quer dizer que tem gente que já sabe jogar Munchkin, sem a orientação dele!). Em terceiro plano, a mesa do Tio "Virtuoso" Nitro, apinhada com 6 jogadores (havia 18 jogadores inscritos e interessados em jogar na mesa dele... teve de se rolar 1d10 para saber quem ficava e quem saía!). Ainda, pouco visível, há uma mesa de 4.0D&D atrás da mesa do "Virtuoso".

Para vocês não acharem que eu estou mentindo, aí está uma foto dessa outra mesa:


Sim, você contou direito, são três garotas em uma mesa de RPG! Se eu dissesse, ninguém acreditaria... achei melhor colocar a foto, então. Ah, e sim: todas elas tem namorado.

Além dessas mesas, tivemos uma outra, de quatro caras, que jogaram 3,5D&D, mas da qual infelizmente eu não tenho nenhuma foto. Se bem que, depois da foto acima, duvideodó que alguém desacreditará uma outra mesa de 4 nerds no evento...

Então, se você fez as contas... 2 mesas de organização/venda de minis (uma minha e outra do Edy), duas mesas de munchkin, 1 mesa de Conan, 3 mesas de 4.0D&D (duas da primeira foto, mais a mesa das três garotas), uma mesa de 3,5D&D, a mesa do Tio Nitro: oito mesas. E o que mais tivemos?

Tivemos um intervalo pra Pizza:


É, o povo adorou tirar fotos dessa mesa... quem mais comeu pizza?


Sim, os marmanjos também comeram pizza... e o que mais teve no evento???

TEVE MESA DE NOITE!!!!


Essa é uma mesa de Nanuk, cortesia do Igor. Sério, a Steve Jackson Games deveria pagar um salário para esse cara! Ah, e teve bate papo entre os participantes, porque nem só de RPG vivem os rpgistas, e nem só de mesas de RPG sobre vive um evento de RPG.

Enfim... o que mais... ah, é! Teve sorteio de brindes:


Uma expansão de Munchkin, cortesia do (adivinhem quem?) Igor. Ah, e aquele copo ali é de refigerante: não é permitido consumir bebidas alcóolicas durante os eventos. Ah, eu também forneci uma miniatura tamanho grande (Magma Brute, se me recordo bem) para sorteio, mas não temos a foto do contemplado.

[EDIT]

Encontrei uma foto do felizardo que ganhou a miniatura:


Se bem me lembro, ele era o mestre da mesa de GURPS Conan... a foto foi obtida , no blog do Edy, o regrabasica.com.br.


[/EDIT]

Enfim... graças à organização dos RPGistas de BH, detre eles: o João, o Igor, os irmãos Edy e   Thiago Abreu e este que vos escreve (sim, sou eu!), BH teve mais um evento de RPG que foi um sucesso. Não temos patrocínio, não temos grana, não temos cartazes ou novidades para sorteio, mas tentamos fazer por onde. E continuaremos tentando, até porque esse evento, o 1º Quero Jogar RPG BH, foi, na minha opinião, o melhor evento que eu organizei... e não foi por nada que está aí acima (e olha que não foi pouco!), e sim pelo que se segue:


... vocês estão vendo todas essas pessoas aí, ao fundo? Nesse dia, elas não vieram por conta do RPG, mas sim por conta de uma prova a ser realizada nos auditórios do ICB, vizinhos ao local do evento. Elas não chegaram ali esperando um evento de RPG, mas elas acabaram trombando com um. E, para muitas delas, isso foi uma grata surpresa: perguntaram sobre o jogo, viram que não tinha nada de "jogo do Demônio", e alguns, ex-rpgistas, quiseram saber mais detalhes, especialmente sobre a possibilidade de se realizar mesas de Storyteller/Mago/WoD. Isso vale muito, porque divulga o RPG não apenas entre nós, rpgistas, mas também entre leigos e ex jogadores. É a melhor publicidade que um evento de RPG pode ter: a interação do hobby com pessoas totalmente alheias a ele.

Isso me deixou feliz.


Não, eu não sou bonito. Mas aí também já seria demais :P

Nos vemos no próximo evento,

E.