segunda-feira, maio 31, 2010

Futebol, Geologia e RPG

Bão... eu não vi o jogo do Cruzeiro ontem, contra o Ceará, quando o time celeste perdeu mais uma (e, novamente, jogando muito mal) e o Ceará ganhou pela goleada de 1 a 0 (méritos para a equipe de PC Gusmão). Não vi, mas ouvi pelo rádio. E, realmente, pior que as repetidas péssimas atuações do time, só as repetidas entrevistas e pretextos dados pelo técnico: falar em desgaste, por exemplo, é triste. Falar várias vezes em desgaste, é pior. Quando o torcedor olha para o calendário e vê que ainda está em maio, e que a temporada começou em fevereiro, fica muito pior. Quando você pensa que esse time tão desgastado vai passar o recesso da copa em uma excursão nos Estados Unidos, aí é de se revoltar. Oras, se o time está desgastado, não é para se recuperar? Permanecer em BH, fazer trabalhos regenerativos, etc? Porque o Brasileirão está apenas começando, e aí, como fica? Vai correr no recesso e desgastar mais?

O Cruzeiro fez 33 partidas até agora. Inter, Corinthians, Santos e outros fizeram quantidades superiores. Nenhum deles reclama de desgaste. Nenhum. Estamos falando do time, não de um jogador ou outro, isoladamente. Ronaldo, por exemplo, é normal sentir o peso. Agora, e o restante da equipe? Alguém viu outro jogador do Corinthians reclamando disso? Ou ouviu o Mano Menezes dando esse pretexto? Eu não vi. Parece até que, no Cruzeiro, as Leis da Física operam de forma mais opressiva.

E ainda tem a história de vender o goleiro que, só ontem, foi decisivo em 4 oportunidades. O Fábio é o melhor jogador do Cruzeiro há 4 ou 5 partidas seguidas. É vender, e assinar a inscrição na Segundona do ano que vem.

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Voltei de um trabalho de campo no Leste de MG (região de Governador Valadares, na Região Metropolitana de Galileia :P). Foi muito bom, pensei que daria tempo de ver uma amiga no dia de volta (que foi ontem, quando passamos pela cidade de Itabira, onde ela mora), mas não deu. Assim que eu tiver as fotos, coloco aqui.

Saio para outro campo dia 19-20 e 23-24 de junho, e então faço um mega-campo de 30 dias em julho. Coisas de quem está formando :D

Então, me desculpem, mas se as atualizações aqui já eram escassas, ficarão ainda mais raras.

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Em função de toda a movimentação na UFMG e no estágio, não mais organizarei eventos de RPG nesse ano, e deixo tal atividade para o Edy do Regra Básica, e para meus amigos Igor e João. Eles é que terão esse encargo, já para esse mês.

Estou participando de um grupo, que joga no meio de semana, e que talvez comece a se reunir na Savassi. É longe, mas teremos mais privacidade.

E agora, para algo totalmente diferente... existem exemplos que não se deve seguir. Nem no mundo do RPG, e nem em lugar algum. Temos aqui uma discussão, um verdadeiro barraco, protagonizado pelo "Trio Tormenta" (Marcelo Cassaro, Rogério Saladino e J.M. Trevisan) versus Marcelo Telles, em um encontro de RPG ocorrido três anos atrás... sim, o vídeo é velho, mas só chegou a público agora... preparem-se, são cenas fortes. E, lembrem-se, esses aí são os autores/editores de revistas de RPG do Brasil de maior sucesso, são as melhores (ou, ao menos, as mais famosas) mentes brasileiras a serviço do RPG no Brasil.

Sem mais, assista. E veja como não proceder quando você se considera investido de razão, pois o correto seria resolver tudo pela justiça. Jusitça que é morosa sim, mas que é, muito antes, uma maneira civilizada de se resolver determinadas coisas. O vídeo, que é parcial, pois foi feito por um dos lados da contenda, tá aqui. E eu digo a vocês, parece briga de criança em parquinho. Do tipo "pegou", "não, não pegou".

Enfim, sejam legais uns com os outros,

E evitem as tormentas.

E.