domingo, março 22, 2009

Sobre o PRIMEIRO GAME DAY 2009

Bom... tivemos um evento meio vazio. Também, pudera: os kits ainda estão barrados na alfândega, o que desmotivou muitas pessoas. Além disso, o local do evento teve de ser modificado na véspera, saindo da região central de Belo Horizonte, e indo parar na região da Pampulha. Muita gente, que talvez fosse a pé para o evento, de repente tinha de pegar um ônibus e viajar meia hora nele. Para mim, não seria um problema, mas para outras pessoas eu entendo que tenha sido.

De qualquer maneira... lá fui eu para o evento.

Peguei minha bicicleta (qualquer dia coloco uma foto dela aqui), pedalei os 8Km até à UFMG, lá chegando às 10 da matina. Dirigi-me então ao local do evento... uma maravilha: 15 mesas bem espaçadas, com bancos de concreto, área coberta e arejada, um primor. Imaginei como aquilo ali ferveria com as mesas de jogo: 4 mestres de BH pediram kits, o que dá 12 mesas de jogo, e mais duas mesas se dispuseram a participar mesmo sem receber nenhum kit. Ou seja, das 15 mesas disponíveis, ocuparíamos 14... nada mal!

Comecei então a improvisar cartazes, conversar com os seguranças do campus sobre o evento (para que eles pudessem direcionar as pessoas que estivessem perdidas), separar os materiais que eu imprimira para auxiliar os mestres, conferir a quantidade de fichas de inscrição, etc.

O primeiro mestre que apareceu foi o Igor... ele chegou antes do meio dia, e iria mestrar Munchkin. Ele pegou uma das mesas (15 mesas preenchidas, urrúh!) e agora eu já tinha alguém com quem trocar idéias.

O dia foi passando, e dali a pouco chegaram outras pessoas... jogadores do evento. Disseram-me que um dos organizadores não viria, e que ainda por cima estavam sem um mestre para jogarem... um tremendo balde d'água fria nos meus planos. Mas, tudo bem. um organizador a menos, três ainda encaminhando-se, o evento sobrevive. O lance que me incomodou foi ver os jogadores animados, e nenhum mestre.

Aqui, cabe um parêntesis. De início, eu havia separado um dos meus kits para que eu mestrasse, mas logo que as coisas começaram a andar errado, eu decidi abrir mão dele e, no dia do evento, ele seria entregue a uma outra mesa qualquer, que ainda não o tivesse. Dessa forma, eu li a aventura lá no começo de fevereiro, e só. Sequer li as fichas dos personagens... sim, eu imprimi os mapas, as minis, a aventura em português (valeu, comunidade 4D&D!) e em inglês, mas estava pensando em entregar aquilo tudo para alguém que precisasse.

De repente, após o almoço e sem notícias de nenhum jogador, nenhum mestre, nenhum nada, comecei a perceber que, provavelmente, ninguém mais viria... e aqueles quatro bravos jogadores, iam ficar sem jogar? Não no meu evento!

Comecei então a reler a aventura, encaminhei as fichas a eles, montei os mapas e abri minha caixinha de minis (todas ganhas em GAME DAYS ou no programa de premiação da RPGA). Minha namorada deu uma passada relâmpago no evento (ela tem um curso de inglês na UFMG aos sábados), mas não pôde ficar... uma pena, ela seria uma ótima adição ao grupo, e a gnoma barda cairia como uma luva para ela, para mim, para todos! Mas, bem, não teve jeito. Tivemos de jogar apenas os 5 marmanjos.

A sessão começou às 13:30, após os jogadores almoçarem. Infelizmente, eles não tinham assim um conhecimento muito apurado da nova edição, então eu amaciei as regras para eles (eles ainda acham que o "shift" funciona como funcinava na 3,5 por exemplo). Sendo eu também um mero curioso acerca da nova edição, decidi não entrar em debates sobre regras, e mestrar o jogo de forma desafiadora, sem lances do tipo "pena que você não conhecia essa regra, pois ela teria salvo seu grupo!".

Jogamos apenas os encontros 1 e 3 da aventura, e tivemos de parar: já eram quase 19:00... eu programara o evento para se encerrar às 18:00. Assim, registrei os quatro jogadores e, debaixo de chuva, retornei para casa na minha bicicleta. Fiquei um tanto magoado com a parca presença no evento (uma mesa de 4.0D&D, uma mesa de Munchkin, e só), mas não foi a primeira vez em que isso aconteceu, ainda por cima com tantos imprevistos na véspera do evento. Só espero que, no futuro, as coisas andem melhor!

Infelizmente, não tenho muitas fotos do evento, pois as pessoas que levam câmeras faltaram... apenas o Igor, mestre da mesa de Munchkin, bateu algumas fotos a partir de um aparelho celular, já no final do evento (eu sou o cara de camisa amarela):






Assim, com alguns poucos e destemidos jogadores e um mestre improvisado e esforçado, o D&D GAME DAY de março '09 sobreviveu. Já marquei o evento de maio (o game day que introduzirá o MM2), e já estou recebendo inscrições... mais informações no Orkut ou no fórum da RPGArautos.

Nos vemos quando nos virmos!

E!

P.S.: Infelizmente, não poderei fazer a enquete e sortear as minis da barda, como prometido. Mas, creio eu, os poucos visitantes desse blog entenderão perfeitamente esse lapso. Novas promoções serão realizadas no futuro, espero que de maneira mais... concreta.