domingo, maio 27, 2012

Nota Mental

Você não escreve para os outros, você escreve para você mesmo. E você precisa escrever, porque há um senso de perspectiva que só você mesmo pode se proporcionar. Como você bem sabe, pouquíssima gente encara o mundo como você encara (seja isso vantagem ou desvantagem) e é então fundamental que você registre as coisas que achar importante agora, que você escreva sobre o que você quer dizer, sobre aquilo que te marca, enfim, sobre os momentos que, ao seu próprio ver, merecem destaque. Você não gosta de tirar fotos, não sabe desenhar direito, cantar e dançar então, muito menos. Resta-te escrever.
Não, não é a sua memória que está ficando fraca - é a sua cabeça que não comporta mais tanta coisa. É tanta coisa parada, tanto projeto inacabado, tanta ponta solta, que não é mais possível seguir assim. E, maravilha das maravilhas, muitas dessas pontas soltas podem se resolver a partir do momento em que você fizer o que faz de melhor: escrever a respeito delas. Seja aquele relatório, seja aquele conto sobre as maçãs e o cavalo, seja uma poesia assim ou assado, seja aquela carta, seja o que for, escreva. Não importa se já se vão 15 anos de atraso, nem se você ainda tem 15 meses para o fazer: escreva assim mesmo.
Escrever, aqui, permite ainda uma outra faceta: expor seu ponto de vista ao escrutínio alheio. Não que você se importe muito, mas em alguns casos é fundamental ver as coisas com outros olhos, e você só tem esses dois. Além disso, escrever neste blog dá a garantia de que as páginas não ficarão perdidas no meio da confusão que está o resto da sua vida - confusão esta que só não é maior, porque você tem aprendido a escolher muito bem as suas batalhas. E, até para isso, para que esse aprendizado continue, é preciso escrever sobre elas.
Portanto, por favor, escreva. É uma ótima saída. Não é a única, não é a mais fácil, mas será a mais eficiente. Confie em mim, eu sei do que é que eu estou falando :D

E.

domingo, março 25, 2012

VÍDEO: Miniaturas do OLD DRAGON - Parte 1

Há quase um mês atrás, eu recebi meu pacote de minis do Old Dragon, comprado a partir do site da Redbox Editora. Fiz um vídeo - na verdade, dois - para apresentar as minis, e não o coloquei na net. Então, está aqui, em uma primeira parte, uma simples apresentação das minis. A imagem não está muito boa, o vídeo foi feito à noite, com luz mediana, e isso não fez jus às minis. Amanhã cedo, eu farei outro vídeo, em um ambiente mais iluminado, e daqui a uns dias eu o colocarei no blog - por isso, esta atualização é marcada como "parte 1".

PARTE 1

video
video




Já comprei outras minis, e agora tenho o dobro das minis listadas no vídeo. Vou fazer o possível para demonstrar todas, com destaque para um singelo conjunto que não aparece nessa primeira apresentação.

Abraços,

E.

sexta-feira, março 02, 2012

19º Quero Jogar RPG BH

Rolou no último domingo, dia 26 de fevereiro, em Belo Horizonte, a décima nona edição do Quero Jogar RPG BH. Desta vez, o evento ocorreu no Centro de Cultura da UFMG, na esquina da Rua da Bahia com Avenida Santos Dumont, centro da capital. O espaço foi negociado pelos integrantes do "conselho de RPGistas" conhecido como Sétima Armada, e os já tradicionais organizadores de eventos em BH: Edy, Igor e João.

O vídeo, sem mais delongas, segue abaixo:
video
O evento transcorreu sem maiores problemas, com a participação de quase 70 pessoas ao longo do ensolarado domingo. O prédio é bom, porque é arejado, tem fácil acesso a banheiro e bebedouros, mas não tem lanchonete... boa coisa que é no centro de BH, então é moleza dar uma saidinha e comprar o que se deseja em outros lugares, por exemplo no Bob's da Avenida Amazonas, que também já sediou encontros de RPG.

O Clube Sétima Armada é uma iniciativa independente, reunindo não apenas jogos de RPG, mas também jogos de tabuleiro e de estratégia. Ele iniciou-se no Parque da Lagoa do Nado (doravante denominada "Sede Campestre" do Clube), mas o Sétima Armada achou por bem procurar um lugar mais central para realizar os eventos, e agora dispõe do Centro de Cultura da UFMG. É bom destacar que não foi perdido o acesso à Sede Campestre, e portanto a possibilidade de realização de eventos no Parque foi mantida em aberto.

Após tanto tempo fora do circuito de eventos de RPG (acho que meu último evento foi o 12º RPG BH), foi muito bom, foi reconfortante, observar como o movimento ganhou vida própria. As pessoas conseguem organizar os eventos sem maiores problemas e entraves, há uma confluência entre jogadores de RPG, de minis, de tabuleiros... autores de RPG frequentam os espaços (o autor de Violentina, Eduardo Caetano, esteve presente no evento, e eu pude adquirir minha cópia do livro) e sempre há novas caras, novas pessoas, que se interessam pelos passatempos e dão sangue novo aos eventos.

Só para deixar claro, o Quero Jogar RPG BH foi iniciado por um grupo de pessoas, e o Sétima Armada, por outro grupo. Um sempre ajudou o outro, e agora as coisas ficaram muito mais interessantes para ambos os lados: o Sétima Armada organiza reuniões semanais, sempre aos domingos, no Centro de Cultura, e o Quero Jogar RPG BH, mensalmente, organiza um evento. Assim, atendem-se aos grupos de pessoas que podem jogar RPG semanalmente (ô, que saudade!) assim como aqueles que só podem coparecer aos eventos uma vez por mês. Tudo no mesmo espaço, permitindo que as duas "populações" se misturem e divulguem/expandam ainda mais os eventos belorizontinos de RPG.

Grande abraço, e nos vemos nos eventos :)

E.

segunda-feira, fevereiro 20, 2012

Voltando dos Mortos... ou nem tanto.

:D

É com muito prazer, e um tanto de resignação, que eu reativo esse blog, em pleno 2012, no meio do Carnaval. Fala sério, não tinha uma semana menos festiva para se fazer isso, não? É, eu acho que não...

Bom, o fato é que eu tive que parar de jogar RPG - por um tempo. Estou trabalhando tarde e noite looooonge de onde moro, e portanto não tenho como escrever sobre RPG, pois não tenho jogado. Ou mestrado. Mas tenho escrito, e escrito um bocado. Vou ver uma maneira de colocar à disposição, podem ter certeza.

Enquanto isso... vamos falar das novas notícias velhas de sempre.

Quinta edição de D&D

É, eu já sabia. Sim, eu fiquei feliz. Coisas que eu gostaria de ver nessa nova edição? Vejamos...

+ Tabuleiros hexagonais;
+ A volta da magia como era até à 3,5D&D;
+ Uma maneira alternativa de superar os inimigos, além de zerar os pontos de vida deles;
+ Que ela seja chamada AD&D5 e que seja, realmente, um pouco modular;
+ Que seja divertida, desafiadora, e incentive a criatividade dos participantes.

E, claro, algumas coisas que não quero ver na nova edição:

+ Um "jogo de regras colecionáveis" disfarçado de RPG ;
+ MAIS trabalho para o mestre;
+ MAIS dependência de recursos computacionais;
+ Menos interação entre jogadores e mestres;
+ Conteúdo ruim para iniciantes.

Eu já sei tudo o que eu preciso saber sobre RPG para me divertir pelo resto da minha vida, mas isso não quer dizer que eu não possa - ou não queira - aprender mais. Tenho lido muito o OLD DRAGON, um RPG nacional Old School muito bom, e tenho aprendido muito com ele. Tentarei incentivar uns eventos aqui em BH, no Edifício Maletta, mas ainda está só no rascunho. Mais novidades, entrem em contato!

Ah, e só para saber quantas pessoas de BH leem esse blog... há uma loja, no Maletta, chamada Letra e Música. É um sebo de discos (LP's) e livros, e talvez começará a vender livros de RPG... entrem em contato com a loja, e procurem saber dos produtos à disposição. Pedidos são aceitos. Qualquer coisa, é só falar diretamente comigo no blog.

Até depois do Carnaval.

E.